Primos são executados e um deles tem a língua e os olhos arrancados

Os primos estavam no banco
traseiro do Uno Mille
A polícia trabalha com a possibilidade de que seja disputa entre facções criminosas o motivo das mortes dos primos Gustavo Terra Pereira, 17 anos, e Patrick Silva Pereira, 19 anos, ocorridas na segunda-feira. Eles foram brutalmente assassinados. Seus corpos estavam em um Uno Mille cor prata.

Gustavo e Patrick eram baianos de Eunápolis, mas residiam em Linhares/ES. Os dois foram mortos a tiros no Bairro Mira Porto, em Porto Seguro/BA, onde estavam há 15 dias. Gustavo teve a língua e os olhos arrancados. Ambos estavam na poltrona traseira do veículo quando foram encontrados.

O delegado Valfre Neto informou que os dois primos eram investigados pela delegacia de Linhares por envolvimento em furtos de veículos na região. A polícia suspeita que Gustavo e Patrick estavam furtando veículos na cidade e vendendo na Bahia.

“Há possibilidades de que essas mortes estejam diretamente ligadas à disputa entre facções criminosas. As características das execuções indicam esse caminho e é essa a linha de investigação que deverá ser tomada, sem desprezar outras possibilidades”, salientou o delegado.

O velório de Gustavo Terra aconteceu nesta quarta-feira, 02, na capela mortuária do BNH e o seu sepultamento aconteceu às 10h, no Cemitério São José. Quanto a Patrick, não foi informado sobre seu sepultamento. Familiares ficaram desolados com a morte dos primos.



Comentários