Noite de horror. Bando invade velório, rouba caixão e taca fogo no defunto

Os bandidos tiraram fotos no local do crime
A violência está tão banalizada no país, quem nem os mortos têm paz durante seus velórios. A prova disso é a invasão do velório do jovem Anderson da Silva, 22 anos, ocorrida na noite de terça-feira, causando pânico nos presentes. Ele foi assassinado na segunda-feira de Natal.

O velório acontecia no Bairro Sapiranga-Coité, em Fortaleza/CE, quando do nada surgiram alguns homens mascarados, entraram na casa, roubaram o caixão, pegaram o corpo do defunto, levaram para fora e atearam fogo. Como se não bastasse, os criminosos ainda tiraram fotos no local.

Anderson, que respondia por um crime praticado em 2014, foi morto na Travessa Rosana, no Bairro Edson Queiroz, também em Fortaleza, na segunda-feira de Natal. A polícia acredita que sua morte tenha sido motivada por disputa pelo tráfico de drogas na capital cearense.
 
O corpo de Anderson e o caixão foram reduzidos a cinzas
O assassinato de Anderson está sendo investigado pela DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa) da capital, mas os investigadores não sabem informar se a invasão e a prática de vilipêndio a cadáver estão relacionadas ao assassinato investigado pela divisão.

O que se sabe é que o bando faz parte de uma facção criminosa que pratica tráfico de drogas na capital. Caso seja comprovada a relação entre o homicídio e a invasão ao velório, as investigações da segunda ação contra a vítima continuarão sob a competência da DHPP.

Essa não foi a primeira vez que bandidos incendeiam defuntos na cidade. Segundo o delegado do plantão do 26º Distrito Policial, há alguns anos bandidos interceptaram um corpo numa estrada a caminho do cemitério, pegaram o corpo e tacaram fogo, botando as pessoas pra correr.


Comentários