Aceitou o desafio. Rapaz se passa por mulher e chega à final de concurso de beleza

Alina Alieva era na verdade o modelo Dyagilev Ilay

As mulheres estão perdendo tanto espaço para trans e similares, que há quem acredite que num futuro próximo nem mesmo os tradicionais concursos de beleza serão mais representados por mulheres de verdade. E o modelo Dyagilev Ilay, 22 anos, do Cazaquistão, provou essa tendência.

É que ele, questionando a real validade dos concursos de beleza, aceitou o desafio dos amigos e se inscreveu no Concurso Miss Virtual Kazakhstan 2018, se passando por mulher e usando o nome Alina Alieva. Ninguém desconfiou de nada e sua inscrição foi aprovada normalmente.

Ele passou por todas as etapas até chegar à fase final, sem que os juízes descobrissem que aquela morena de lábios carnudos e de rosto com linhas perfeitas fosse, na verdade, um homem. E só descobriram, porque Dyagilev, acreditando que tinha ido longe demais, revelou a verdade.

Ele chegou à final do concurso concorrendo com quatro mil mulheres. O concurso foi interrompido para que uma mulher de verdade fosse escolhida para substituí-lo. À imprensa o modelo contou que tudo começou durante um debate com amigos a respeito da validade dos concursos de beleza.

“Você vê que todas são muito parecidas, com a mesma maquiagem e mesmo estilo. E elas acreditam que são mais bonitas por seguirem as tendências. Eu penso que não são”, disse o jovem. Ele acrescentou que só revelou sua verdadeira identidade, porque achou que já tinha ido longe demais.

A revelação de Dyagilev chocou não só os jurados, como todos aqueles que são aficionados aos concursos de beleza. Ele conseguiu durante toda sua participação no evento de beleza, 2012 votos na votação popular. Agora o público espera que a beleza da mulher que o substituir esteja à sua altura.



Comentários