Mulher policial mata o marido a facada para defender o filho adolescente

Local onde o c rime ocorreu

Uma discussão familiar entre um casal de policiais na madrugada deste domingo, 13, acabou em uma morte e um ferido. O fato ocorreu em Magé, na Baixada Fluminense, no Rio de Janeiro. A mulher fugiu após o crime e a DHBF (Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense) investiga o caso.

De acordo com a polícia, durante discussão o sargento Luiz Vital Gonçalez, 43 anos, que estava armado com uma pistola calibre 765, partiu para cima da esposa Irene Mendes, 40 anos, que também é policial militar. Ao se ver em perigo, a mulher se defendeu com uma faca.

O filho do casal, de 17 anos, ao intervir também foi esfaqueado. Investigadores da Divisão de Homicídios realizaram perícia no local e foi instaurado Inquérito para apurar as circunstâncias do crime, mas a princípio, segundo o delegado Leandro Teixeira, foi legítima defesa.

Para Leandro, Irene Mendes agiu para defender o filho. “Estamos apurando se ela estava se defendendo, pois a princípio a mulher fez para defender o filho. Houve um disparo de arma de fogo, que ainda não sabemos quem disparou. A investigação ainda está no início”, disse o delegado.

O ferimento do menor foi na perna, mas sem gravidade. Ele foi conduzido ao hospital, medicado e depois liberado. Na tarde de segunda-feira deverá ser ouvido na delegacia e poderá esclarecer se havia histórico de agressividade por parte do pai contra a mãe, que continua foragida.



Comentários