Ao ser colocado em liberdade pela justiça pai mata filha que havia estuprado

Letícia não teve sorte no seu curto tempo de vida

A polícia está no encalço de Horácio Nazareno Lucas, 28 anos, por ele ter matado a própria filha, Letícia Tanzi, 13 anos, na madrugada desta quarta-feira, 03, em São Roque/SP. Horácio tinha acabado de sair da cadeia, onde se encontrava há cinco meses por ter estuprado a vítima.

Segundo a polícia, Horácio, que estava preso por ter estuprado a filha Letícia e a cunhada dele que tem deficiência mental, foi liberado pela justiça na terça-feira, 02. Em liberdade, Horácio foi até a residência de sua ex-mulher, a qual pediu para retirar a denúncia de estupro.

Houve discussão entre ambos, tendo ele partido para cima da mulher, na qual acertou um murro no nariz. Mesmo meio zonza, a mulher conseguiu fugir e pedir ajuda aos vizinhos, enquanto o criminoso, armado com uma faca, desferiu vários golpes na filha, matando-a.

Ele pretendia matar também o filho de seis anos, mas ele conseguiu fugir e pediu socorro a uma viatura policial que passa pelo local. Quando chegou à casa, os policiais encontraram Letícia inconsciente e a levaram para o hospital, mas ela não resistiu aos ferimentos e morreu.

O corpo de Letícia foi enterrado na tarde desta quarta-feira, no Cemitério da Paz, em São Roque sob um clima de revolta. Os moradores da localidade não conseguem entender como a justiça coloca em liberdade um indivíduo perigoso que tinha estuprado a própria filha e a cunhada deficiente.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia de São Roque e o delegado responsável afirma que ele poderá ser preso nas próximas horas, pois a Polícia Militar está o perseguindo desde a prática do crime. “A prisão dele é apenas questão de tempo”, garante o delegado.
      


Comentários