Aparelhos de ar-condicionado desaparecem misteriosamente e povo quer explicações

Prefeitura ribanense às volta com um mistério (Foto: Rio Bananal Online)

A Prefeitura Municipal de Rio Bananal/ES terá que pensar seriamente em contratar uma equipe de desratização para livrá-la de alguns ratos de duas pernas que estão fazendo a maior limpeza nos depósitos do Município, tirando o sossego da administração pública.

Recentemente 24 aparelhos de ar condicionado adquiridos em 2016 em convênio firmado com o governo Federal e destinados à Secretaria Municipal de Saúde, desapareceram misteriosamente de um depósito pertencente à prefeitura e ninguém sabe onde foram parar.

Ao todo eram 60 aparelhos deixados pela administração anterior e que seriam utilizados no atendimento das demandas das unidades de saúde, hospital e da própria secretaria. Os aparelhos estavam em um imóvel do Município onde funcionou uma escola, ao lado da Igreja de Santo Antônio.

Segundo informações da prefeitura, o prédio foi arrombado duas vezes e só no segundo arrombamento que a polícia foi acionada. O secretário Municipal de Administração, Josemar Barone, confirmou os dois arrombamentos e garantiu que as fechaduras foram substituídas.

Barone disse que o desaparecimento dos aparelhos de ar condicionado só foi notado quando a Unidade de Saúde solicitou a instalação de alguns. “Há várias mercadorias como armários e equipamentos lá e por isso só notamos a falta com o pedido da unidade de Saúde”, disse o secretário.

Como é comum em municípios pequenos, o papo que rola em qualquer aglomeração de pessoas é que os aparelhos foram surrupiados por pessoas ligadas a atual administração, e que muitos deles estão em residências locais e no Balneário de Urussuquara, em São Mateus/ES.

O vereador Francisco de Assis Campi (MDB) bem que tentou obter informações sobre o paradeiro dos aparelhos, requerendo da administração esclarecimentos a respeito dos locais de instalação e quem realizou os serviços, mas até o momento não obteve resposta.

Enquanto a administração se mantém calada, omitindo as informações solicitadas, os ratos insaciáveis continuam agindo com força total. Tanto é que a informação mais recente é de que desapareceram do Posto de Saúde da cidade cerca de R$ 11 mil em medicamentos.




Comentários