Vereador que sofreu atentado no domingo morre no hospital na tarde desta segunda

O matador de aluguel não teve o nome divulgado (Foto: reprodução)

O vereador Ronildo Rodrigues dos Santos, de São José do Divino/MG, que era conhecido como Maia, morreu na tarde desta segunda-feira, 11. Ele foi vítima de um atentado no domingo, quando se encontrava próximo a um curral e foi atingido por três disparos, dois no peito e um no braço. O quarto disparo atingiu um bezerro.

No mesmo dia o autor do crime, um jovem de 18 anos cujo nome não foi divulgado, foi preso e confessou que havia sido contratado por R$ 2 mil para praticar o crime. Além dele foram presas mais duas pessoas, cujos nomes também não foram divulgados. Maia foi socorrido a um hospital de Governador Valadares, onde morreu.

À polícia, o pistoleiro disse que ouviu dos homens que o contrataram, que o mandante era o vereador Marcus Vinicius Lima, o Carioca, em represália pelo fato de a vítima ter tido um relacionamento extraconjugal com a sua mulher. Carioca compareceu voluntariamente ao quartel da PM e desmentiu que tenha envolvimento com o crime.

Além de negar envolvimento, Carioca também afirmou que tem confiança na fidelidade de sua mulher. Com o pistoleiro foram presos um homem de 37 anos que intermediou a contratação do jovem, e outro de 24 anos, acusado de ter escondido a arma utilizada no crime e que ainda não foi localizada. A Polícia Civil investigará o caso.







Comentários