Brasileira naturalizada portuguesa é morta por estrangulamento pelo ex-namorado

Hela foi morta pelo ex-namorado

O corpo da brasileira Heila Lopes, 44 anos, foi encontrado pela filha de 14 anos dentro da banheira da casa onde morava, com sinais de estrangulamento. Ela foi morta pelo seu ex-namorado, Antônio José Silva, o Zé das Cabras, 54 anos, em Torres Vedras, Distrito de Lisboa, Portugal.

O corpo de Heila Lopes, que era naturalizada portuguesa, foi submetido à necropsia no IML local, mas o resultado ainda não foi divulgado. Além da filha menor, a vítima deixou também o filho João Victor Lopes, de 20 anos, que lamentou sua morte pelas redes sociais.

O que se sabe sobre o crime, é que Zé das Cabras não aceitou o fim do relacionamento e, por isso, matou a companheira. Ele foi preso em flagrante e levado para o Distrito Policial, onde aguardaria a Audiência de Custódia para saber se responderia ou não pelo crime em liberdade.

Heila com o filho João Victor
A brasileira naturalizada portuguesa, Heila, trabalhava como gerente de um bar na cidade e depois de deixar o serviço na noite de sexta-feira, foi seguida pelo ex-namorado. Amigos da vítima contaram que poucas horas antes do crime, o ex-namorado tinha dito para se despedirem dela.

Os amigos disseram ainda, que Zé das Cabras já havia ameaçado a mulher de morte. Ele, que tem passagens pela polícia por violência doméstica, foi localizado e preso pela Guarda Nacional Republicana de Portugal em sua casa em Ventosa, a 10 quilômetros do local do crime.






Comentários