Polícia prende homem que matou milionário da mega-sena e procura o mandante

Miguel foi morto em um bar

Foi preso na segunda-feira, 29, Antônio Pedro dos Santos, o Pedrão, 29 anos, acusado de ser o executor do crime que vitimou o empresário Miguel Ferreira de Oliveira, ganhador de um prêmio de R$ 39 milhões na Mega-Sena em 2011. Miguel foi morto a tiros em Campos Sales, no interior do Ceará.

O assassino, que estava foragido desde fevereiro de 2018, foi preso ao retornar ao Município, onde estava escondido na casa de sua mãe. De acordo com o delegado Bruno Fonseca, que está presidindo o inquérito, Pedrão tentou fugir ao constatar a presença dos policiais, mas foi facilmente capturado.

Para o delegado Bruno o crime foi de mando
A vítima, que era conhecida como Milionário da Mega-Sena, estava em um bar na madrugada do dia 04 de fevereiro de 2018, quando foi atingido por vários disparos efetuados por um indivíduo que se aproximou dele. Três dos disparos atingiram Miguel Ferreira, que não resistiu aos ferimentos é morreu.

Segundo o delegado Bruno Fonseca, há indícios de que o crime tenha sido contratado por alguém e as investigações seguem no sentido de identificar e prender o mandante, o que deverá ser resolvido com a prisão do executor do crime. O mandado de prisão de Pedrão, que não tem antecedentes criminais, tem prazo de 30 dias.








Comentários